quinta-feira, 29 de abril de 2010

ANIVERSÁRIO!

No meu aniversário, algo novo tem que acontecer.
Eu, toda crente de todas as crenças,  vou tomar banho de sal grosso, vou perfumar minha casa com lavanda e espalhar flores pela casa.
Não importa se o sol vem ou não visitar, a luz dele vai irradiar na minha mente e as gotas da chuva terão as minhas boas vindas....
No meu aniversário, eu vou pedir a Deus que de uma vez por todas mude minha “cabeça dura”, ou talvez que ele continue a  mudando aos poucos e não desista de mim...(eu sei que ele não vai desistir, “NUNQUINHA”)
No meu aniversário, eu vou pedir a benção à Minha Nossa Senhora, vou acreditar que ficarei mais forte só por ter fé no seu amor.(claro que sim!)
Eu celebrarei a vida, celebrarei as vidas que fazem parte da minha...
Eu farei minhas preces, meus pedidos, eu louvarei.
É o início de um novo ciclo, é o marco de renovação,
É retomar esforços acreditando que eles não serão em vão.
A inveja não chegará, a energia do mal não terá vez por aqui!
E como diz aquele velho ditado, não terei medo do penhasco, afinal,
Eu adoro voar!!!!!!!!!!!!
Bjos,
D. Frick

terça-feira, 27 de abril de 2010

A amizade e ajuda são presentes que vem de onde não esperamos e recebe-los é mágico!

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Ultimamente as palavras correm nas veias,
percorrem todo o meu corpo e não conseguem sair.
Há uma necessidade explícita de vomitá-las agressivamente e eu,
por algum motivo não consigo...
As letras correm saltitantes e meus olhos as seguem, sem nada a fazer...
Fica então assim. A palavra em mim. Inércia.
Espera e ansiedade.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Conversei com a Lua, eu juro!


Ontem a Lua olhou pra mim.
Sabe? Com aquele sorriso de canto de boca,
Debochada que só ela, ria dos meus motivos, das minha lágrimas.
Talvez quisesse ela mostrar, serem os meus motivos, uma bobagem...
Será?
Conversaremos, eu e ela mais tarde!
Vamos ver se descubro a verdade!

D. Frick
Sonhando alto, chorando baixinho,  cicatrizando velhas feridas...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

"Acabou a casa.
Acabou meu travesseiro velhinho, aquele preferido, sabe?
Acabou o cheiro do café no coador que minha mãe mais gostava...
Acabaram as fotos, acabaram as lembranças, livros, os brinquedinhos dos meus filhos,  acabaram as flores artificiais que enfeitavam minha mesa...
Acabou o que fui até agora.
Virei um jardim. Cheio de terra. Choveu...
O que era material virou drama de lama...
O que era vivo, que mora no meu coração, virou flor.
Pensarei assim. A lama vai secar, vai se misturar com a terra. A raiz das flores fortificará e elas crescerão na minha lembrança eternamente...

Meu respeito a todos que perderam seus parentes, sua memória,  nas enchentes do Rio de Janeiro.
Dona Frick.

Segue link com endereço dos locais para doações.
AJUDE!
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2010/04/saiba-onde-fazer-doacoes-para-vitimas-da-chuva-no-estado-do-rio.html