sábado, 23 de janeiro de 2010

Amigos queridos,
2010 começou "quente" com vários probleminhas a serem resolvidos...
Mas não tem problema!
Problemas existem pra motivar mesmo! Pra mexer e bagunçar tudo fazendo assim, com que nós, "mestres da acomodação" estejamos obrigados a nos mexer também!
Volto em breve, viu?

Bjos enormes,
D.Frick







terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Ano Novo??

Passei as "festas" em silêncio.
Pela primeira vez quis o gesto calado à sonhar com um mundo melhor pra mim, para os outros.
Não gosto dessa época.
De longe o Natal é comemorado com o seu real sentido e nem eu, tão sapiente dos conceitos que envolvem a época Natalina, tenho comemorado da forma mais sábia.
Tudo acontece em função de um calendário que vai zerar.
Por que?
Não. Não virei uma cética sem expressão, tão menos perdi meus sonhos.
Apenas caí na realidade de vez (não sei o quanto) e percebi os gestos falhos, as atitudes repetidas, as pessoas que me "atormentam" a vida e que não vão sumir só porque o ano novo começou.
Percebi quantas inúmeras vezes não sou dona de mim, nem da minha rotina, nem dos meus sonhos, da minha ambição tão particular...
Então é isso: vou tentar não ter resoluções de 2010 em uma agenda só pra dizer que vou tentar o ano novo em uma vida nova.
A vida nova tem que ser nova todo dia.
Mesmo que não seja. Como a minha não é.
A vida está aí.
Os minutos passam, os dias, as oportunidades, as pessoas, o vivem em si.
E as vezes é tão dificil porque quando conseguimos um minuto de paz ou um vestígio de glória, a inveja alheia afoga tudo em um balde pra lá de frio.
Minha rotina é mais ou menos assim...
Tenho que me sentir culpada por cada brilho que emana a minha vida...
Então, preciso de um "reveillon" dentro de mim, todos os dias, nem que seja em gotas homeopáticas as minhas "pequenas grandes vitórias"...
Não sei bem quando essa tola aqui cansou.
Só sei que essa menina, mãe, mulher, parou definitivamente de acreditar em certos amores, certos respeitos, certas pessoas feitas de fachadas podres que podem cair a qualquer momento.
E eu estou rodeada delas!!!!
O que fazer então?
Filtrar. Matar um "leão por dia" e continuar vivendo.
Afinal, eu tenho a mais linda e importante das funções:
Ser mãe da minha pequena...
Pode ter certeza, com ela, a vida é um reveillon todos os dias...
Feliz 2010 e como disse minha querida Lu, Feliz dois mil e sempre...
Bjos,
D. Frick...