quinta-feira, 30 de abril de 2009

Crisálida

Ao desejar a metamorfose,
das cores, do tempo, dos sons,
formei minha crisálida:
dourada, linda, com vários tons.
Nela me protejo, do vento, do maldade.
A inveja não me abala,
nem a pequenez da falsidade.
O novo está sendo gerado,
nesse casulo tão dourado...

Dona Frick

quarta-feira, 29 de abril de 2009

É hoje!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O melhor presente é um conjunto de pessoas e coisas...
São detalhes importantes que marcam nosso coração ao longo dos anos.
Daí você fica mais velho e sente que o que importa são essas pessoas trazendo o que há de melhor na sua vida.
O meu melhor presente está no sorriso da minha filha, com olhinhos de sono na cama ainda, dizendo: mamãe bom aniversário pra você, te amo!
Está no carinho do marido, dos irmãos, da minha mãe e até a lembrança do meu pai, que a essa hora com certeza já teria enviado uma mensagem pra me acordar e flores com um cartão...
Está nos amigos que acreditam em mim, nos meus sonhos, nas minhas loucuras...
Naqueles que se preocupam comigo, que contribuem ao seu modo com um pedacinho de carinho, de incentivo, de companheirismo...
Naqueles que me perdoam, que me dão bronca, que me aconselham e que me "acordam" quando eu fico "sonolenta" pra vida.
Enfim, o melhor presente é o amor...
Obrigada a todos os meus presentes lindos de morrer embrulhados nessa caixinha de surpresa que é a vida!
bjosssss,
Dona Frick

domingo, 26 de abril de 2009

Está chegando...

Está chegando o dia do meu aniversário.
Sempre amei esse dia.
Sempre...
Amava os bilhetinhos dos amigos e amigas da escola, os telefonemas, esperava as flores que meu pai mandava....Sempre com os mesmos bilhetes e as mensagens por telefone.
Minha mãe também sempre fez com que cada um fosse especial demais.
Até hoje guardo os bilhetinhos, os cartões, as pétalas...
Sempre gostei também de todo o resto: festa, bolo, comemorações, desejos, sonhos com uma nova fase no ano “pós inferno astral”.
Aniversário é uma comemoração!
Comemora-se porque se está vivo! Porque se tem vida!
VI-VO...
Os trinta e dois aninhos estão chegando com muita bagagem.
Tem tanta gente que me culpa e me julga por sonhar.
Não que eu defenda a tese de que viver nas nuvens nos ajude. Afinal, como uma boa taurina, a terra é o meu grande elemento...
Mas se tiver que comemorar a vida, eu quero comemorar uma vida intensa.
Recuso uma vida restrita, uma vida de acordo com as regras e limites de sonhos e ambições.
Recuso uma vida mesquinha, sem amor, sem olhos abertos para tudo a minha volta.
Eu quero enxergar as pessoas que não enxerguei ainda, eu quero cumprir as etapas que não cumpri ainda, eu quero por em prática tudo aquilo que minha covardia ou inexperiência não permitiu.
Eu quero vida com sonhos, eu quero vida com apostas, eu quero vida com amor, eu quero vida com vida!
Não vou abrir mão de cada sonho, de cada desejo e danem-se quem me achar louca por isso.
Aliás, quero ser louca também (e acho que sempre fui) afinal, até a loucura é relativa...

Não fui feita pra ser contida.
Fui feita pra ser vivida.
bjos,
Dona Frick



terça-feira, 21 de abril de 2009

D'ESCRITO

De tanto escrever sobre amar você,
percebo nas letras, impossibilidades.
Afinal não saberia como traduzir,
uma pessoa que para mim, traz felicidade.

Pois ser feliz requer disciplina, pensamentos positivos,
formas de amar e ver o mundo.
Eu penso em você a cada segundo...

Quando penso em você ou te vejo,
tudo isso é alcançável.
Assim, o mundo não só é feliz,
é inexorável.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

O menino que transbordava

Era uma vez um menino.
Lindo. Rosto lindo, delicado, traços tão meigos escondidos em suas marcas da vida.
A vida não era fácil não. Era dificil. As vezes, solidão.
Ninguém contou pra ele quão lindo era o seu reflexo para o mundo.
Não havia espelho, não havia nada.
Mas ele tinha luz. Ele tinha graça. Ele tinha inteligência. Ele tinha raça!
O menino acordou para mais um dia.
Cansado, desanimado.Faltava coragem.
Tão triste, acordou. Não rezou, não falou nada.
Foi então que olhou o horizonte,
Feito milagre, viu a miragem.
Entendeu então o menino...
Que tudo vale a pena,
Continuou sorrindo e agradeceu.
O tempo não era o dele.
O tempo é sempre o de Deus.
As lágrimas desceram dos olhos,
mas não foram só elas não.
Esse menino é tão lindo,
que transborda luz do seu coração.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Estado de Graça...

"6 DE ABRIL
ESTADO DE GRAÇA

Quem já conheceu o estado de graça reconhecerá o que vou dizer. Não me refiro a inspiração, que é uma graça especial que tantas vezes acontece aos que lidam com arte.
...

Nesse estado além da tranquila felicidade que se irradia de pessoas e coisas, há uma lucidez que só chamo de leve porque na graça tudo é tão, tão leve.

...

É uma bem-aventurança física que a nada se compara. O corpo se transforma num dom. E se sente que é um dom porque se está experimentando, numa fonte direta, a dádiva indubitável de existir materialmente.

No estado de graça vê-se as vezes a profunda beleza, antes inatingível, de outra pessoa.

Sai-se do estado de graça com o rosto liso, os olhos abertos e pensativos e, embora não se tenha sorrido, é como se o corpo todo viesse de um sorriso suave."
Clarice Lispector

Estou sorrindo, estou em estado de graça...
E como sempre Clarice descreve exatamente como me sinto...
Dona Frick

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Feliz Páscoa!


Peter Rabbit by Beatrix Potter
Feliz Páscoa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Com muito amor, carinho, reflexão, paz,
fé, união, chocolates, e alegria!!!!!!!
Até domingo...
Beijos!

quarta-feira, 8 de abril de 2009




"27 de Maio de 1968





Saudade

Saudade é um pouco com fome. Só passa quando se come a presença.
Mas as vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a pessoa toda.
Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
Clarice Lispector - A Descoberta do Mundo


Rasguei papeis, arrumei armários, li textos, cartões, busquei lembranças, namorei tantas fotos...
Há a saudade distante e há a saudade presente: arde plenamente aqui, no meu pano de guardar confetes...
bjos,
D.Frick












terça-feira, 7 de abril de 2009

Oração...

Traga o ramo, a água,
Acenda a vela.
Viva o Jejum.
Ore, despeça-se do homem velho e comum.
Rogue bênçãos, peça perdão,
Sofra e viva a Divina Paixão.
Espere, vigie,
Acredite no amor.
Ele vive, ressuscita,
É o nosso Senhor.
Flávia Frickmann

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Semana Santa


ELEMENTOS
Ramos,
Água,
Vela,
Jejum,
Oração,
Despedida,
Pedidos,
Perdão,
Arrependimento.
Benção,
União,
Sofrimento.
Expectativa,
Vigília,
Alegria,
Renovação.
Novidade,
Amor,
Ressureição.
Dona Frick
Hoje foi o meu primeiro dia de “liberdade.”
Engraçado que só agora ao final dele, percebi que essa liberdade sonhada teve seu início justamente na Semana Santa.
Sempre fui católica e sempre estudei a doutrina católica.
Acredito fielmente que temos nessa semana, Semana Santa, a oportunidade de renascer, de recomeçar, de reciclar.
Venho falando tanto nisso...
Então quero deixar o velho ser humano que existe em mim e renová-lo.
Nada acontece por acaso.
Foi preciso uma grande tempestade para que a minha paz, minha bonança, enfim chegasse.
Junto com a paz, vem o amor.
O amor da minha filha...da minha filha linda...
Hoje, enquanto apertava e beijava minha pequena, perguntei: “Filha, sabe o que é gostar muito, muito, muito de uma pessoa?”
Daí vem a resposta: “Sei mãe, é o amor.”
Não é preciso dizer mais nada, só desejar que a Semana Santa recicle cada um de nós, nos dê um coração cheio de paz e de luz e de amor...

sábado, 4 de abril de 2009

A despedida


De tudo que eu tive na ANCINE, o que quero levar comigo é a admiração e carinho de muitos.

De repente, ontem, ao me despedir, ao receber ligações, emails, presentes, vi que não importa os que não gostam, os que não querem conviver comigo.

Tornaram-se grãos de areia numa imensidão...

Foram tantas demonstrações de afeto que me emocionaram e me deixaram com a sensação de que fiz algo, de que não passei apenas por ali, que não dá para demonstrar aqui...em palavras...

E disso que se trata...

Fazer valer a pena cada minuto.

Obrigada pelo carinho, obrigada àqueles que me enxergaram de verdade.

Levo voces comigo, nas memórias e no coração.

quinta-feira, 2 de abril de 2009




Era uma vez uma menina.
Faz de conta que ela usava um vestido vermelho com florzinhas rosas.
Ela estava brincando com os matinhos jogando suas folhas para o ar.
Quando as folhas caiam, ela fingia que era uma chuva.
De repente ela ouviu um barulho. Achou que era um Leão.
Mas era um coelhinho. Um coelhinho da Páscoa.
Ele era bom. Tinha um coração grandão.
Eles se tornaram amigos e viviam juntos.
Mas ela teve que ir embora porque sua família estava esperando.
(História contada por Maria Eduarda, minha filha linda)

Maria Eduarda inspira meus dias...